O coelho da Páscoa


Era uma vez um coelhinho que era: branco, macio e as orelhas eram em bico, mas não picavam nem aleijavam, eram muito macias.
Numa escola perto da floresta, os meninos decidiram fazer uma caça ao tesouro, ou seja a caça aos ovos, só que havia um problema, os ovos já se tinham esgotado em todos os supermercados.
Mas já não era um problema porque as professoras daquela escola conheciam o coelho da Páscoa e pediram-lhe assim:
- Ó coelho da Páscoa, já que andas a pintar e a dar os ovos para a Páscoa, podes dar-nos alguns ovos pintados de cores alegres para a nossa caça aos ovos?
- Claro, porque não. Eu vou buscá-los e começamos a pintar com cores alegres, por exemplo: vermelho, verde, amarelo, azul, laranja, roxo e cor-de-rosa, etc…
- Mas nós pensávamos que nos ias dar os ovos já pintados?
- Olhem, eu tenho montes de crianças a quem entregar ovos para a Páscoa e se vocês não me ajudarem não consigo entregar a esta escola e não vai haver caça aos ovos, nem Páscoa nesta aldeia. Perceberam? – Disse o coelho da Páscoa muito furioso com elas.
- Está bem, mas só os pintamos uma metade e tu fazes aqueles toquezinhos de coelho da Páscoa.
- Eu alinho nessa ideia, mas vocês pintam e eu dou os toquezinhos de coelho da Páscoa.
- Tudo bem, nós fazemos como quiseres.
- A sério que estão a dizer a verdade?
- A sério, estamos mesmo a dizer a verdade. Juramos!
- Então vamos lá começar os ovos e nada de fugir.
- Nós não fugimos, confia em nós.
- Eu vou confiar em vocês, mas se depois não me ajudarem a embrulhá-los eu parto os ovos em 1000 pedaços e não vai haver caça aos ovos! -disse o coelho com uma certa vontade de lhes berrar.
Então lá foram eles entregar os ovos (ou seja escondê-los).
E assim as professoras já conseguiram organizar a caça aos ovos com os seus alunos.

FIM
Matacães, 15 de Abril de 2011
Daniela Alexandra Correia Carvalho

Sem comentários:

Enviar um comentário